(27) 99876-5489   |   (27) 3227-1313
  • Home
  • Lentes de contato

As Lentes de contato

A ideia de aplicar lentes corretivas diretamente na superfície do olho foi proposta pela primeira vez em 1508, por Leonardo da Vinci e idéias semelhantes surgiram em 1636 por René Descartes.

Somente em 1887, o fisiologista alemão Adolf Fick confeccionou as primeiras lentes de contato. No entanto, a popularização das lentes começou apenas em 1970, com o avanço tecnológico.

Lentes de contato

Saiba mais

Deficiências corrigidas pelas LC

  • Miopia
  • Hipermetropia
  • Astigmatismo
  • Presbiopia (vista cansada)
  • Ceratocone

Tipos de lentes de contato

Existem 2 tipos de lentes de contato:

1) Lentes Rígidas
Feitas de material rígido, não deformam, sendo ideais para correção do astigmatismo.

Quando permitem a oxigenação da córnea são chamadas gás permeáveis.
Podem ser de diferentes materiais: acrílicas, siliconadas, fluocarbonadas.

2) Lentes Gelatinosas
São de material maleável devido ao alto teor de água.

Podem ser de diferentes tipos: Uso diário , uso prolongado, descartáveis ,bifocais , multifocais , tóricas , cosméticas

Vantagens das lentes de contato em relação aos óculos

  • A visão com as lentes de contato frequentemente é melhor que com os óculos.
  • Facilita a prática de esportes.
  • Não compromete a estética.
  • Maior ângulo de visão.
  • Altera muito pouco o tamanho das imagens, especialmente em graus elevados.

Como saber se você é um bom candidato?

Todo candidato ao uso de lentes de contato deverá ser submetido a rigoroso exame por médico oftalmologista para afastar patologias que impeçam o uso das lentes de contato. Se o exame for favorável, será feito um teste de adaptação.

Posso dormir com as LC ?

Nem todo usuário pode dormir com as lentes de contato, mesmo que sejam lentes de uso prolongado (alta permeabilidade ao oxigênio). Dormir com as lentes de contato aumenta o risco de complicações graves como a úlcera de córnea. Existem lentes próprias para este uso.

Quando não se pode usar LC ?

  • Reações alérgicas graves.
  • Olho seco severo
  • Infecções oculares frequentes
  • Glaucoma não controlado.
  • Usuários que não realizam controles periódicos.
  • Falta de motivação.

Por que a adaptação de LC é um ato médico ?

Pelos riscos e complicações, as lentes de contato devem ser adaptadas apenas em consultórios médicos. A lente de contato altera a fisiologia corneana podendo tanto curar como provocar doença.

Posso limpar as lentes com água da torneira?

A água da torneira nunca deve ser usada para limpar suas lentes de contato, pois pode realmente contaminar com bactérias prejudiciais à saúde. Para desinfetar suas lentes de contato, coloque-as num estojo limpo solução multiuso suficiente para cobrir completamente as lentes de contato. Nunca reutilize a solução e nunca use gotas umidificantes para limpeza e desinfecção das lentes ou do estojo. Para limpar o estojo de suas lentes de contato, enxágüe-o com solução multiuso e deixe-o secar ao ar livre. Ou consulte a embalagem de sua solução para obter instruções específicas do fabricante sobre a limpeza e desinfecção de suas lentes.

Devo manter meus óculos de grau após começar a usar LC?

Em determinados dias ou situações, talvez você não queira ou não possa usar lentes. Tenha sempre um óculos de grau por precaução.

O que devo fazer se eu rasgar uma LC?

Simplesmente jogue-a fora e substitua por uma nova. Nunca coloque uma lente de contato rasgada no seu olho.

Posso nadar com LC?

As lentes de contato podem ser usadas no mar ou piscina, desde que não abra os olhos embaixo da água ou use óculos de mergulho.

Posso praticar esportes com LC?

As lentes de contato são ideais para atletas. As lentes de contato oferecem uma correção mais natural da visão e aumentam a visão periférica. Além disso, você não tem mais que se preocupar com as armações quebradas ou lentes embaçadas.


Erros de refração

A miopia acomete cerca de 25% da população e é o erro refracional mais comum.

Os míopes geralmente podem ver os objetos próximos, mas não podem ver claramente os objetos à distância. Sendo assim, o foco de seu sistema óptico é de excesso de convergência portanto a imagem se forma antes da retina, em algum ponto no meio do globo ocular. Quando a miopia for maior que 1 grau os sintomas se resumem basicamente na queixa de embaçamento visual para longe.

Miopia

Usualmente o olho dos hipermétropes são menores que o normal. Sendo assim, o foco se forma após a retina.

A visão de longe não é muito afetada por este erro refracional, pois forçando um pouco seu sistema de convergência ou seja às vezes com esforço da acomodar o foco, ele é recolocado na retina e a imagem melhora. Este poder de recolocar o foco na retina diminui após os 40 anos. A visão para perto é a mais prejudicada, pois com os objetos mais próximos do olho, o esforço da acomodação é insuficiente para trazer a imagem para retina.

Hipermetropia

O astigmatismo piora a visão tanto de longe quanto de perto, numa proporção direta com o tamanho do erro refracional.

Corresponde a uma diferença entre as curvaturas da córnea. Ao invés de ser semelhante a uma esfera, uma córnea com astigmatismo tem um eixo mais curvo que o outro. Sendo assim, assemelha-se a uma bola de futebol americano quando comparada com uma córnea “normal” que se assemelha a uma bola de futebol.

Astigmatismo

Colocando as lentes de contato gelatinosas

Colocar lente
1
Sempre lave e seque suas mãos antes de manipular as lentes de contato.
2
Sempre coloque e retire suas lentes de contato sobre a pia, pois torna mais fácil encontrá-la caso ela caia acidentalmente. Não se esqueça de tampar o ralo da pia!
3
Retire cuidadosamente a lente de contato do estojo, e coloque-a na palma de sua mão. Manuseie sempre a lente direita primeiro, evitando assim misturá-las.
4
Certifique-se de que sua mão e dedos estejam limpos e secos. Lentes de contato gelatinosas tendem a grudar em dedos úmidos.
5
Coloque a lente direita na ponta do dedo indicador de sua mão dominante.
6
Usando o dedo médio da outra mão, puxe e mantenha aberta a pálpebra superior, impedindo o piscar.
7
Puxe para baixo sua pálpebra inferior, usando o dedo médio da mão com a lente.
8
Olhe para cima e coloque a lente suavemente na parte branca inferior do olho. Ou então, olhando diretamente para a lente, coloque-a diretamente no centro do seu olho.
9
Olhe para baixo para posicionar a lente corretamente.
10
Solte a pálpebra e feche o olho por alguns instantes.

Repita estas instruções para colocar a outra lente de contato.


Conhecendo as lentes de contato

Muitas pessoas pensam que lentes de contato são apenas para uso estético. Entretanto, você sabia que lentes de contato são na verdade dispositivos médicos que corrigem uma variedade de condições?

Milhões de pessoas requerem alguma forma de correção visual.1 No Brasil, 2% da população usa lentes de contato.

O tipo de correção visual de que você precisa é o fator que determinará o tipo de lente de contato que o seu oftalmologista receitará. Alguns termos2 que você pode ouvir falar incluem:

Lente de contato
Questão
Miopia, ou visão próxima: Uma condição da visão na qual você consegue ver objetos próximos com clareza, mas os objetos mais distantes aparecem turvos.
Questão
Hipermetropia, ou visão distante: Uma condição da visão na qual você consegue ver objetos distantes com clareza, mas os objetos mais próximos não aparecem em foco.
Questão
Presbiopia: Uma condição da visão associada ao envelhecimento na qual há uma perda gradual da capacidade do olho em focalizar objetos.
Questão
Astigmatismo: Uma condição da visão que provoca imagens turvas devido à forma irregular da córnea (o revestimento transparente frontal do olho) ou, algumas vezes, devido à curvatura da lente dentro do olho.
Questão
Lentes de contato coloridas: Esse tipo de lente de contato cosmética é colorido para que seus olhos pareçam ter outra cor. Elas também podem corrigir descolorações da íris.

Lembre-se de que apenas o seu oftalmologista pode determinar a combinação de lente de contato e solução que é correta para você.

Todas as pessoas possuem características oculares exclusivas, influenciando nos tipos de lentes que você pode usar. Consulte o seu oftalmologista para obter mais informações.

  1. Vision Council of America (comunicação pessoal, abril de 2005).
  2. Adaptado da American Optometric Association

Retirando as lentes de contato gelatinosas

1
Sempre lave e seque suas mãos antes de manipular as lentes de contato.
2
Sempre coloque e retire suas lentes de contato sobre a pia, pois torna mais fácil encontrá-las caso caia acidentalmente. Não se esqueça de tampar o ralo da pia!
3
Inicie sempre com a lente do olho direito, para manter o hábito e evitar misturá-las. Mantenha o estojo das lentes aberto já com uma nova porção de solução até a marca desenhada no estojo.
4
Certifique-se de que a lente esteja centralizada em seu olho. Se você estiver sentindo seus olhos secos, aplique algumas gotas de colírio umidificante para lubrificar as lentes antes de removê-las.
5
Enquanto olha para cima, puxe para baixo sua pálpebra inferior, usando o dedo médio da mão que irá retirar a lente.
6
Use o dedo indicador para deslizar a lente para baixo até a parte branca do olho.
7
Comprima a lente suavemente entre os dedos polegar e indicador, e remova-a do olho.
8
Enxágüe a lente com a solução multipropósito e coloque-a no estojo.

Repita o procedimento para o olho esquerdo, e pronto! Sempre descarte a solução usada do estojo.


O que são as lentes de contato?

As lentes de contato são elementos ópticos para serem adaptados aos olhos em substituição aos óculos, para permitirem correção temporária das alterações refracionais, tais como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou combinações possíveis entre elas; e podem também melhorar a visão em pacientes portadores de alterações corneanas, que têm baixas visuais não corrigíveis com óculos como por exemplo: ceratocone, cicatrizes na córnea, etc. E também têm indicação terapêutica em algumas doenças.

As lentes de contato podem ser fabricadas em diversos materiais. Existem as lentes de contato gelatinosas (uso diário, uso prolongado e tóricas), lentes de contato rígidas (acrílica, siliconada, fluorcarbonada).

A indicação de cada uma depende do tipo de grau do paciente e das condições oculares dos mesmos. Ao se optar pelo uso das lentes de contato, o médico identificará que tipo de grau o paciente apresenta, suas medidas oculares, que tipo de lente é mais indicada para aquele caso e, finalmente, realizará o teste da lente no olho do paciente. Após o período de adaptação, onde se evidenciará a sensibilidade do paciente para aquele determinado tipo de lente, sua comodidade, grau de satisfação e motivação para o uso de lentes de contato, será feito o pedido ao laboratório da lente indicada ao paciente.

Limpeza e Cuidados com as Lentes de Contato

Quem usa regularmente lentes de contato é importante que tenha algumas regras de limpeza e cuidados para evitar infecções ou outros problemas, que incluem:

1
Lavar bem as mãos com sabonete líquido anti bacteriano e secar com papel ou com uma toalha sem fiapos, antes de tocar nos olhos ou nas lentes.
2
A solução desinfetante do estojo de lentes deve ser trocada sempre que necessitar guardar lentes, enxaguando bem com solução nova para remover bem os resíduos. Além disso deve colocar primeiro a solução no estojo e só depois a lente.
3
As lentes devem sempre ser manipuladas uma de cada vez, para evitar confusões ou trocas, pois é comum os olhos não terem a mesma graduação.
4
Sempre que retira a lente, deve colocar na palma da mão, adicionar algumas gotas de solução desinfetante e com a ponta do dedo deve esfregar delicadamente a parte da frente e a parte de trás de cada lente de modo a limpar bem a sua superfície. Depois disso deve enxaguar novamente as lentes com mais algumas gotas de líquido e só depois deve guardar no estojo.
5
Sempre que estiver a utilizar as lentes, deve lavar o estojo com solução desinfetante de lentes, deixando-o secar ao ar livre de cabeça para baixo e sobre um tecido limpo.
6
Se não utiliza as suas lentes todos os dias, deve trocar a solução do estojo pelo menos 1 vez por dia.

A adaptação de lentes de contato é um ato médico exclusivo

Adaptação de lente de contato, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, é considerado ato médico exclusivo (Resolução CFM n° 1.965/11), onde o oftalmologista avalia e determina qual é a melhor lente de contato para cada indivíduo, analisa o comportamento da lente no olho do paciente, acompanha seu uso, detecta problemas e faz avaliações das lentes em consultas de rotina. Exames e medidas específicas a cada olho são realizados durante as avaliações pelo oftalmologista.

Para preservar a saúde ocular, é importante seguir o protocolo: consulta médica; exames complementares; avaliação clínica da escolha das lentes; processos de adaptação e controle médico periódico. A exclusividade do médico fazer a adaptação das lentes de contato elimina as complicações decorrentes do mau uso de lentes, garantindo a segurança do procedimento. É o médico oftalmologista também o responsável por determinar as características das lentes (material, modelo, desenho e outros parâmetros técnicos) para cada caso, assegurando a saúde ocular da população.

Dicas para suas lentes de contato

As lentes de contato são frágeis e dependem de cuidado e manuseio correto, seja na sua colocação e retirada dos olhos, assim como nos cuidados de conservação. Portanto, é extremamente importante seguir as orientações:

Questão
Sempre lave as mãos antes de manusear suas lentes de contato.
Questão
Procure manusear a lente do olho direito e depois a do olho esquerdo para evitar trocá-las.
Questão
Enxagüe cada lado das lentes.
Questão
Preencha o estojo com o produto indicado até cobri-las.
Questão
Deixe as lentes no estojo fechado durante toda a noite ou pelo menos 6 horas.
Questão
Sempre descarte a solução do estojo.
Questão
Não use soro fisiológico para manutenção de suas lentes.
Questão
Não durma com lentes de contato, mesmo que elas sejam indicadas para isto.
Questão
Evite usar lentes na piscina e em banhos de mar.
Questão
Banhos de chuveiro são permitidos.
Questão
Não use saliva para umidificá-las para depois colocá-las nos olhos.
Questão
Lavar o estojo das lentes de contato uma vez por semana.
Questão
Troque seu estojo a cada três meses.
Questão
Em caso de fungos ou rasgos nas lentes descartá-las imediatamente.
Questão
Use sempre colírios de lagrima artificial para lubrificar os olhos.
Questão
Em caso de dúvida ou problemas com as lentes de contato, retire-as dos olhos e compareça ao consultório para avaliação.

Sociais responsivo

(27) 3227-1313